Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Avaliador de imóveis

Este blogue pretende, de uma forma simples, esclarecer as questões sobre avaliação de imóveis, máquinas ou de equipamentos, e, ao mesmo tempo, revelar o dia a dia de um avaliador de imóveis!

Algumas dicas para o avaliador de imóveis (e não só)!

http://www.formatos.ptExistem um conjunto de regras queorientam a nossa conduta, enquanto entidade que exerce a profissão de avaliadorde imóveis. Exercemos a nossa atividade com rigor, transparência ecompetitividade. Fazemos também questão de partilhar os nossos conhecimentos e denão nos abstermos de estar continuamente em formação.

Foi neste últimoâmbito que voltamos a folhear o livro "Avaliação de activos imobiliáriosde rendimento em Portugal", editado pela Vida Económica, ISBN978-989-95250-9-2.  Já tivemos a oportunidade de aconselhar a sua leitura nonosso artigo em http://avaliarpatrimonio.blogspot.pt/2011/09/o-livro-avaliacao-de-activos.html.

É um livro muitointeressante, uma edição da VidaImobiliária para uma ação conjuntaIPD/Imométrica, que se mantém atual em aspetos que consideramos relevantes.

Tomamos aqui ainiciativa, e a liberdade, de revelar alguns desses aspetos, que são muitoúteis na avaliação de imóveis. Por exemplo:

- na estimativa dovalor de mercado, os impostos incidem diretamente sobre os imóveis,independentemente do regime fiscal da entidade que o detém. Por exemplo, seavaliarmos um imóvel de uma Misericórdia, que está isenta de IMI, devemos considerareste valor na estimativa do valor de mercado;

- o avaliador nãodeve ignorar a existência de riscos ambientais, sugerindo, se necessário,auditorias ambientais;

- na avaliação deescritórios com estacionamento, se utilizarmos o método comparativo de mercado,deve ser sempre considerado um valor para a área de escritórios e outro paracada lugar de estacionamento;

- ainda no métodocomparativo de mercado, os critérios de comparabilidade são os negócioscomparáveis com identificação das partes, negócios comparáveis mas confidenciais,“asking prices” e índices de referência do mercado;

- o período mínimo deanálise num Discount Cash Flow/Fluxo de Caixa Descontado (DCF) é de cinco anos,salvo se existirem contratos de arrendamento por períodos superiores a cincoanos ou se estiverem previstos investimentos ou alterações com impacto para alémde cinco anos.

- a classificaçãodos centros comerciais:

João Fonseca / Avaliador de imóveis

São apenas umapequena parte do que pode ser lido!

Esperamos, destaforma, suscitar a curiosidade dos nossos leitores para a releitura obrigatóriade uma publicação, apesar de já ter sido apresentada há alguns anos!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Links

As minhas páginas:

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D