Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Avaliador de imóveis

Este blogue pretende, de uma forma simples, esclarecer as questões sobre avaliação de imóveis, máquinas ou de equipamentos, e, ao mesmo tempo, revelar o dia a dia de um avaliador de imóveis!

Os Fundos de Investimento Imobiliário e o INE


Saíram esta semana dados do InstitutoNacional de Estatística (INE), veiculados pela maioria dos órgãos decomunicação social, e que referem uma baixa dos valores médios da avaliação bancária do ano de 2012, no todo nacional, em7,7%. Na Área Metropolitana de Lisboa teria ocorrido uma descida homóloga de 5,9% e na Área Metropolitana do Porto uma diminuição de 4,4% também em termos homólogos.

Antes de mais queremos enfatizar que quem baixa ovalor habitações é o mercado, ou seja o jogo da oferta e da procura. Uma leitura apressada das notícias pode induzir os mais distraídos que a Banca tem algum interesse particular em que isso aconteça. De facto,os Bancos não podem ser culpados de tudo o que de menos bom se passa na sociedade.

No artigo de hoje queremos mostrar que osfundos de investimento imobiliário não acompanham esta queda constante dosvalores da habitação.

No gráfico seguinte comparamos, numa base 100 (setembro de 2008) os “Valores Unitários (euros / m2)de Avaliação Bancária de Habitação por Natureza dos Alojamentos - Zonas Urbanasde Lisboa e Porto - Dezembro de 2012”, valores médios, publicados pelo INE como índice publicado até março de 2012 pela Associação Portuguesa de Fundos deInvestimento, Pensões e Patrimónios, o Índice APFIPP.


Notamos que existe uma evolução contrária, em que a umabaixa do valor das habitações existe uma melhoria do Índice. Porquê?

-  Os valores do INEtraduzem o mercado de compra e venda enquanto os fundos de investimentotraduzem o mercado de arrendamento?
- Os outros mercados de investimento imobiliário(escritórios, comércio, logística, …) têm um peso muito superior nos fundos deinvestimento, quando comparado com o mercado da habitação?
- Os imóveis dos fundos de investimento estãosobreavaliados, não refletindo o preço de mercado, por forma a não seregistarem imparidades?
- Outras razões que a razão desconhece?

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Links

As minhas páginas:

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D