Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Avaliador de imóveis

Este blogue pretende, de uma forma simples, esclarecer as questões sobre avaliação de imóveis, máquinas ou de equipamentos, e, ao mesmo tempo, revelar o dia a dia de um avaliador de imóveis!

Pela sua atualidade, relembramos o último artigo de 2012!

(atualizado)

… se o seu imóvel foi avaliado no âmbito do CIMI (Código do ImpostoMunicipal de Imóveis), principalmente em 2007 e 2008.

No nosso artigo de 29 de julho,


explicamos como se processava a avaliação de imóveis pelas finanças, deforma a encontrarem o valor patrimonial tributável (VPT) do edificado:


O produto do VPT pela taxa de IMI do concelho onde reside (normalmente 0,4% para frações habitacionais, existindo municípios que aplicam uma taxa mais baixas, como é o caso da cidade de Lisboa) resulta no imposto a liquidar.

Ainda de acordo com o CIMI, passados três anos da avaliação do imóvel podeser submetido um pedido de avaliação às finanças, em virtude do VPT estardesatualizado.

O que efetivamente acontece nos prédios avaliados naquelas datas:

- O coeficiente Vc era de 615 €/m2 e agora é de 603 €/m2;
- O coeficiente Cv era de 1 e agora é de 0,9 ou menos;




Resulta destes fatores que o VPT que está nas Cadernetas Prediais Urbanas(que pode descarregar da internet, no seu sítio das finanças, sem qualquerencargo), nestes casos, deve ser corrigido para cerca de 88% do seu valor.

Concretizando:

Um imóvel que esteja avaliado em 100.000€ passa para 88.000€, logo, apoupança imediata em termos de IMI é de 60€ (se o seu município aplicar a taxamáxima).

Para conseguir submeter, ainda este ano, de forma gratuita, o pedido dealteração deve descarregar do sitio da internet das finanças a aplicação“modelo1.exe”, instalá-la no seu computador, preencher com os dados que estãona Caderneta Predial Urbana e submeter. É um processo em tudo semelhante aoenvio da declaração do IRS.

O que é de lamentar, profundamente, é que sejam os contribuintes a terem depedir a avaliação quando as finanças, se estivessem de boa fé e não à procurade receitas, qualquer que seja a forma, com uma simples alteração do algoritmoda sua aplicação, poderiam beneficiar quem mais precisa.

Prepare-se ainda para uma guerra com as finanças. É que apesar de submetero seu pedido ainda este ano quase de certeza absoluta que vão avaliar a suafração com data de 2013 e reflexos e práticos em 2014, o que não é correto.

Mas como só perde quem desiste de lutar…


Bom ano de 2015, para todos, sem exceção!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Links

As minhas páginas:

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D