Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Avaliador de imóveis

Este blogue pretende, de uma forma simples, esclarecer as questões sobre avaliação de imóveis, máquinas ou de equipamentos, e, ao mesmo tempo, revelar o dia a dia de um avaliador de imóveis!

Regras!

Temosvárias vezes afirmado a competência da classe dos avaliadores de património,insurgindo-nos até contra afirmações irresponsáveis de pessoas comresponsabilidades (http://avaliarpatrimonio.blogspot.pt/2013/02/o-valor-que-justamente-serve-para.html).


Defacto, existem regras e procedimentos a serem aplicados na avaliação de ativos,quaisquer que eles sejam, e que estão bem explicadas, por exemplo, nasInternational Valuation Standards.


OInternacional Valuation Standards Council (IVSC) é uma instituição privada,independente, sem fins lucrativos, que tem como missão de servir o interessepúblico (http://www.ivsc.org/).

Oseu objetivo é contribuir para que o cliente de uma avaliação sinta confiançano processo de avaliação, com a criação de um conjunto de regras eprocedimentos que devem ser seguidos.

Destaforma, a ISVC exige que as opiniões fornecidas sejam credíveis e, muitoimportante, que os avaliadores ajam com princípios éticos muito fortes.

Aorigem do IVSC está no International Assets Valuation Standards Committee(TIAVSC), formado em 1981 com o objetivo de desenvolver procedimentos comuns adiversos países.

Osseus membros fundadores foram um conjunto de organizações profissionaispreocupadas com a avaliação de património tangível.

Estacomissão mudou o nome para International Valuation Standards Committee em 1994e desde 1990 passou a incluir membros que se dedicavam à avaliação de outro tipode ativos. 

Em 2008 alterou novamente o seu nome, para International ValuationStandards Council.

Em 2012 o IVSCcontava  mais de 70 organizações de 54países.
Cada uma destasorganizações acredita e regula a conduta individual dos avaliadores que seespecializam na avaliação de diversos tipos de ativos ou passivos, como sejamativos intangíveis, imóveis ou instrumentos financeiros.
Portugal não seencontra representado no IVSC. É pena, pois existem duas associaçõesprofissionais de avaliadores, e, como prática no nosso país, de costasvoltadas!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Links

As minhas páginas:

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D